Palavra do Bispo: Mensagem de feliz Páscoa ao clero.

“A Páscoa suscita em nossos corações o desejo de renovação e de restauração.”

Queridos irmãos no sacerdócio,

Graça, Misericórdia e Paz!
Iniciamos a nossa caminhada neste tempo favorável, tempo da Graça, deitando cinzas
sobre nossas cabeças. Esse gesto nos recorda, que algumas coisas precisam morrer
dentro da gente, transformarem-se em cinzas dentro de nós.

As cinzas nos lembram como as coisas da vida são provisórias, transitórias, fugazes,
efêmeras, passageiras… e que devemos lutar, trabalhar, viver (e morrer) por algo que
seja duradouro, que permaneça… que não vire cinzas. O Bem deve ser o nosso legado.

As cinzas nos recordam também o nosso começo humilde (barro) e o nosso fim último
(pó). Portanto, somos um NADA, sem o Sopro Divino, que nos faz viver e nos mantém.
Devemos viver na total dependência filial do Criador e Pai, que nos recria,
incessantemente, a cada Páscoa, em seu Filho, Cristo Jesus.
Passamos pela cerimônia do Lava-pés, do Mandamento do Amor que é serviço, da
instituição da Eucaristia e do Sacerdócio Ministerial, na quinta-feira santa. A Igreja
que nasce da “bacia” nos pede humildade, obediência, solidariedade, disponibilidade,
serviço; não há espaço para o egoísmo, para o isolamento, para a autoreferencialidade,
para a auto-suficiência, para autoritarismo… “O sacerdócio é um
dom de Amor!”

Agora, explode em nossos corações a alegria da Páscoa! A Páscoa suscita em nossos
corações o desejo de renovação e de restauração. É sempre possibilidade de recomeço
e de vida nova.

Desejo a você, meu irmão, a alegria da vida nova que o Cristo veio nos trazer. Que Ele
renove e restaure a sua vida, o seu ministério sacerdotal; que o Cristo renove e
restaure dentro de você o “primeiro Amor”; que Ele renove e restaure os
compromissos assumidos no dia de sua ordenação sacerdotal.
Quando nos deitamos no chão, nos tornamos cinzas, morremos para nós mesmos,
nascia um homem novo. Isto é Páscoa! Nossa Páscoa!
Feliz Páscoa pra você!

+Marcello, bispo de Araçuaí

01 de abril de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *