Padre Silvano Nóbile se torna padre Emérito na Diocese de Araçuaí

Pe. Silvano foi ordenado padre juntamente com seu colega Pe. José Lavia, em Martignacco, arquidiocese de Údine, na Itália, por Dom José Maria Pires. Na época, bispo em Araçuaí, em 26 de setembro de 1964, aos seus vinte e três anos. Em dezembro do mesmo ano, os missionários chegaram ao Brasil para residência na diocese de Araçuaí e os dois tornaram-se professores no seminário da diocese. Pe. Silvano, aos finais de semana, atendia a paróquia de Francisco  Badaró. Então, Dom Altivo o enviou para cuidar daquela paróquia e também da paróquia de Rubim e Almenara. Em 1976 chegou em Minas Novas e trabalhou nas paróquias de Turmalina, Veredinha e Chapada do Norte. Em 1980 fixou residência em Turmalina atendendo também Veredinha. O ano de 2000 passou em Udine, na Itália. Em 2001, retornando, assumiu a paróquia de Águas Vermelhas. Com a criação da paróquia de Divisa Alegre, tornou-se o seu primeiro pároco. Por onde passou, Pe. Silvano viveu também um apostolado fecundo na dimensão social.  Em nível de diocese, participou do Conselho Presbiteral e esteve à frente de várias pastorais.

Hoje, depois de já ter completado seus setenta e cinco anos, torna-se emérito e passa a residir na cidade de Turmalina, terra, que durante muitos anos, pastoreou. Morará juntamente com a família da leiga “Mariazinha”, família amiga de muitas datas e que tem pelo padre Silvano afeição paterna.

Na última quarta-feira, dia 02/09, Dom José Cabral, administrador apostólico de Araçuaí presidiu na paróquia de Divisa Alegre a celebração Eucarística na qual Padre Silvano se despediu da comunidade.

Fonte: Arquivo disponibilizado pelo Pe. Carlos Badaró.

 

Seminarista José Rônei da Costa

Assessor Diocesano da Pastoral da Comunicação/Diocese de Araçuaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *